Locutor: Ítalo Costa
Programa: Virou Notícia | HS - 11:10 às 12:00

Notícias

Causas principais são crimes passionais e tráfico de drogas.

  • Tamanho-da-letra
  • menor
  • maior

O número de tentativas de homicídio a mulheres em Juiz de Fora aumentou quase 50% de 2016 para 2017. Além disso, os casos de juiz-foranas agredidas e ameaçadas também cresceram e os registros de mortes consumadas se mantiveram de um ano para o outro. Os dados são das polícias Civil e Militar (PM) e da Casa da Mulher.

O levantamento da PM mostra que em 2017 foram registradas 32 tentativas de homicídios. Já no ano anterior, os policiais contabiliaram 18 casos. Os números de agressões também aumentaram de 1.754 em 2016 para 1.857 em 2017. Os registros de óbitos se mantiveram o mesmo de um ano para o outro: foram 18 mulheres mortas. Mesmo não crescendo, especialistas dizem que o número é preocupante.

Já os casos de violência lideram o ranking de atendimento na Casa da Mulher. Ano passado foram 11.846 registros de mulheres que sofreram agressões doméstica, seja ela física, sexual, psicológica ou patrimonial.

O assessor de comunicação da 4ª Região de Polícia Militar (PM), major Jovânio Campos , explica os principais motivos dos homicídios. '"A gente verifica duas causas principais: a primeira delas é o relacionamento interpessoal e o motivo é crime passional, relacionamento entre vizinhos, disputa de heranças. A segunda é o envolvimento no tráfico de drogas".

A Lei Maria da Penha prevê uma série de medidas protetivas e de urgência em favor da mulher contra o agressor, mas segundo a delegada Ione Barbosa, da Polícia Civil, é precido que se faça a denúncia. "Muitas vezes a medida protetiva resolve. Se o homem descumpre, isso é motivo de prisão", explica.

A professora e pesquisadora Letícia Paiva Delgado faz um estudo sobre o assunto em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) baseado em dados do programa do Ministério da Saúde 'Data SUS'.

A pesquisa revelou que em 10 anos, foram 871 homicídios em Juiz de Fora sendo 83 vítimas mulheres.

Ela explica que as mulheres acabam sendo mais suscetíveis porque são, geralmente, percebidas e tratadas como mais frágeis. No entanto, é otimista ao dizer que o número de denúncias está aumentando. "É muito importante que a mulher se sinta segura no ambiente onde ela é acolhida pelas instãncias de controle formal do crime. As redes de apoio são muito importantes", esclarece a pesquisadora.

Postado em: 23/02/2018 às 22:10:05

Link desta Noticia:

As Dez Melhores da ProgramaoTOP MUSIC
1
Amigo Taxista
Zé Neto & Cristiano

2
Raspão (Part.Simone & Simaria)
Henrique & Diego

3
Na Conta da Loucura
Bruno & Marrone

4
Mesmo Sem Estar
Luan Santana Part.Sandy

5
Ar Condicionado No 15
Wesley Safadão

6
Destino
Zezé Di Camargo e Luciano

7
Avisa Que Eu Cheguei
Naiara Azevedo e Ivete Sangalo

8
Nessas Horas
Matheus & Kauãn

9
Regime Fechado
Simone & Simaria

10
Modão Duido
Michel Teló Maiara & Maraisa


Orkut Twitter Facebook You Tube
PUBLICIDADE



EfexHost